3 sinais precoces de deficiências no desenvolvimento

Aprender a identificar possíveis atrasos no desenvolvimento o mais cedo possível é uma das melhores maneiras de se obter um diagnóstico preciso e melhores respostas às intervenções necessárias a uma criança.

Existem 3 sinais que podemos reconhecer em crianças pequenas que podem ajudar a direcionar da melhor forma o caminho:

1 – Marcos no desenvolvimento

No desenvolvimento das crianças em geral existem marcos para balbuciar, trocar olhares, falar, movimentar-se, engatinhar, andar, etc. É claro que não existem duas crianças iguais e o desenvolvimento pode variar de acordo com seu ritmo particular e com os estímulos que cada uma recebe. Porém, existem tempos específicos em que se espera que atinjam certos marcos. É importante acompanhar esses marcos, visitar o pediatra com frequência, questionar o que se espera em cada etapa. Qualquer sinal de atraso não deve ser ignorado, deve ser estudado com cautela!

2 – Problemas motores

Acompanhe como está o desenvolvimento dos músculos e da coordenação desde a fase bebê, se ele consegue firmar o pescoço no tempo esperado, levantar os bracinhos, segurar objetos, sentar, engatinhar, andar, pular… É muito importante saber como está o progresso físico da criança e se seu crescimento também está dentro do esperado. Déficits nas habilidades motoras são sinais de alerta!

3 – Comportamentos

O bebê que não pede colo, que chora muito ou que quase não chora, que não olha nos olhos, que não procura um som diferente no quarto, que fixa seu olhar de maneira intensa em algum brinquedo… São muitos os sinais de que os comportamentos da criança não condizem com o que é esperado em cada fase. A falta de resposta ou a resposta inadequada aos estímulos sensoriais ou ambientais representam uma bandeira vermelha que precisa de atenção!

Vale lembrar que um atraso no desenvolvimento não é o mesmo que estar “um pouco atrás” das outras crianças na mesma idade. A deficiência no desenvolvimento é representada por um atraso significativo. A detecção e a intervenção precoces são essenciais para que a criança tenha a oportunidade de desenvolver-se com qualidade!

Por Amanda Puly

Artigos Relacionados

Responder