5 ferramentas para tornar os filhos mais resilientes

O mundo está se tornando um lugar assustador. Guerras, doenças, sequestros, terrorismo, desastres naturais, intolerância e indiferença fazem parte do contexto que temos para educar nossos filhos. Eu tenho muitos medos e incertezas, mas tenho a consciência de que meus filhos precisam crescer em um ambiente de amor e compreensão, não de medo e paranoia.

Nessa coisa selvagem chamada ‘vida’, não é possível proteger e afastar os filhos de todos os altos e baixos que os atingem. Mas é possível dar-lhes as ferramentas necessárias para encarar os desafios da infância, adolescência e vida adulta com resiliência. Crianças e adultos precisam desenvolver forças, adquirir habilidades para encarar e se recuperar das dificuldades, além de se preparem para os desafios futuros.

1 – PENSAR ANTES DE AGIR

É importante saber como lidar com as adversidades de maneiras eficaz. Isso quer dizer que as decisões não devem ser tomadas por impulso. Ensine seu filho como tomar decisões assertivas! Ajude-o a identificar suas forças individuais, suas competências e a abandonar a impulsividade.

2 – CONFIANÇA É A CHAVE

A criança precisa aprender a confiar em si mesma. Mas para que isso aconteça, os pais devem confiar nela primeiro. Concentre-se no que há de melhor em seu filho e faça-o enxergar suas qualidades. Reconheça aquilo que ele faz bem, elogiando honestamente suas realizações.

3 – FAMÍLIA E AMIGOS POR PERTO

Qualquer problema fica mais leve quando temos pessoas que gostamos ao nosso lado, certo? Desenvolver laços estreitos com a família e o amigos é uma forma de sentir-se mais seguro em todas as situações. Ensine seu filho a expressar suas emoções e compartilhar seus medos e aflições. Relacionamentos saudáveis reforçam as sensações positivas.

4 – QUESTÃO DE CARÁTER

Os valores que passamos aos nossos filhos facilitam qualquer tomada de decisão. Ensine como as atitudes de uma pessoa podem afetar as demais, demonstre a importância de ser solidário, incentive o desenvolvimento da espiritualidade, deixe claro o conjunto de valores que determina o que é certo e o que é errado.

5 – MUDAR A PERSPECTIVA

Até mesmo nas situações mais difíceis é possível mudar a perspectiva para uma visão mais positiva. Tentar enxergar a longo prazo pode ajudar. Uma perspectiva otimista permite que seu filho perceba o lado melhor das coisas mesmo nos momentos mais difíceis.

Não há apenas uma forma de desenvolver resiliência. Mas ela se constrói em um processo longo e persistente. O papel dos pais é ajudar os filhos a desenvolver a capacidade de encarar seus próprios desafios, serem capazes de sair do ninho para levantar voo sozinhos.

Por Amanda Puly

VEJA TAMBÉM:

Como desenvolver resiliência nas crianças

Artigos Relacionados

Responder