Criança sendo criança, seja ela especial ou não

Crianças choram, gritam, riem, fazem bagunça, se sujam. Às vezes estamos tão focados em direcionar as atividades e brincadeiras dos nossos filhos para treinar coordenação, estimular sensações ou desenvolver a comunicação, que acabamos esquecendo de deixá-los brincar simplesmente por brincar.

É claro que nossos filhos precisam das brincadeiras direcionadas, pois são elas que atuam diretamente em seu desenvolvimento global. Mas eles não precisam apenas delas! A infância é uma só e está acontecendo agora.

Também não é necessário que os brinquedos e brincadeiras sejam iguais aos das outras crianças, já que todas elas possuem gostos e interesses diferentes que devem ser respeitados. O objetivo é que elas passem seu tempo juntas, interagindo e explorando sua criatividade!

Como qualquer criança, queremos que aproveitem a infância e construam boas memórias. Tudo isso apenas sendo crianças…

OLHE PARA AS INDIVIDUALIDADES DO SEU FILHO

Certamente você já conhece todas as etapas do desenvolvimento pelas quais seu filho já passou, sabe exatamente quais marcos já atingiu e quais ainda estão em andamento. Mas permita-se também conhecer seus gostos, suas músicas preferidas, suas histórias mais envolventes, as coisas que o fazem rir e se divertir.

Vivências são terapias! E o livre brincar é também uma forma de estimular a autonomia e a independência!

Não se sinta culpado ao dizer: “Hoje vamos sair só para brincar!”. Não é tempo sendo desperdiçado, é apenas você e seu filho aproveitando o momento juntos!

Por Amanda Puly

 

Artigos Relacionados

Responder