Estratégias que ajudam a lidar com problemas de comportamento

Quando uma criança apresenta maus comportamentos, é essencial primeiro entender a causa/motivação destas reações. Algumas das causas mais comuns são:

  • DIFICULDADES NA COMUNICAÇÃO

A criança que tem dificuldades em se expressar e compreender o que está sendo dito, pode apresentar problemas comportamentais justamente por não conseguir dizer claramente o que quer ou precisa. O mau comportamento, nesses casos, é uma forma de chamar a sua atenção. Talvez seja a única forma que ela tenha encontrado para expressar o que está sentindo. Com o tempo, paciência e as estratégias que melhoram a comunicação, ela aprenderá formas mais adequadas de se expressar.

  • PROBLEMAS SENSORIAIS

Crianças com dificuldades no processamento das sensações tendem a ficar ansiosas e agitadas quando há uma sobrecarga sensorial. Elas podem apresentar hipersensibilidade a sons, cheiros, toques, luzes e outras sensações. Fique atento aos sinais, como levar as mãos aos ouvidos, ter náuseas, cobrir os olhos, roer as unhas… Lugares com muitas pessoas, atividades e barulhos (como shoppings, restaurantes e supermercados) costumam ter o excesso de estímulos que levam às crises de ansiedade repentinamente.

  • ALTERAÇÕES NA ROTINA

Mudança de escola, de cardápio ou até mesmo de roupas (!) podem ser os causadores de maus comportamentos. Algumas crianças precisam mesmo é de rotina e qualquer alteração pode levar a ansiedade e frustração.

ESTRATÉGIAS ANTES DE UMA ATIVIDADE OU PASSEIO

  • Converse com a criança sobre onde vocês irão, o que irão fazer e quanto tempo irá demorar. Explique o comportamento que você espera dela (cumprimentar os avós, comer toda a comida do prato, esperar até ser atendido, etc).
  • Lembre de outras vezes que vocês estiveram neste mesmo lugar. Recursos visuais, como imagens ou fotos, podem ajudar!
  • Leve itens que podem acalmar a criança, como brinquedos que ela goste, fones de ouvido, cobertor, óculos de sol ou outros, dependendo da ocasião e local.
  • Ensine uma forma da criança comunicar se não estiver se sentindo bem. Pode ser uma imagem, uma frase, um gesto… O importante é que vocês tenham um “código” que indique que a criança precisa de um tempo.
  • Esteja preparado para situações inesperadas, como um atraso, congestionamento ou pneu furado. Tenha ao alcance itens que possam distrair a criança por um período mais longo, até que o problema se resolva.

ESTRATÉGIAS DURANTE UMA ATIVIDADE OU PASSEIO

  • Demonstre de alguma forma o início e o fim. Um relógio ou cronômetro podem ajudar, principalmente nas primeiras vezes. Antes de ir embora, vá sinalizando quanto tempo falta (em 15, 10 e 5 minutos).
  • Respire fundo e mantenha a calma. Se você estiver calmo, é mais provável que a criança também fique tranquila.
  • Seja objetivo se precisar chamar atenção. Use frases curtas e recursos visuais, que costumam ser mais eficazes.
  • Fique atento aos sinais de que algo não vai bem. Pergunte à criança como ela se sente, caso perceba algo diferente. Leve-a a um lugar com o mínimo de estímulos até que se acalme, caso esteja ansiosa.

Depois do passeio, é importante conversar com a criança. Elogie bons comportamentos, demonstre onde ela pode melhorar, pergunte o que ela mais gostou e o que ela pode não ter gostado. Seguindo esses passos, a criança fica cada vez mais segura e confiante, e seus comportamentos irão melhorando gradativamente.

Por Amanda Puly

Artigos Relacionados

Responder