Sobre autismo e problemas de sono

Crianças com autismo geralmente apresentam problemas na hora de dormir. Seja pela dificuldade em pegar no sono ou por terem um sono agitado (despertando várias vezes durante a noite). Os distúrbios de sono dentro do espectro autista podem acontecer por vários motivos, como a sensibilidade sensorial, a ansiedade ou a falta de rotina.

As dificuldades na hora de dormir podem deixar a criança mais irritada durante o dia, cansada e com dificuldades no aprendizado, podendo também ser responsável por problemas como hiperatividade e agressividade.

Cada caso deve ser analisado em sua individualidade. Para alguns é indicado o tratamento medicamentoso, quando outros recursos não dão resultados. Mas algumas estratégias podem ser adotadas para melhorar a qualidade na hora do sono:

  • Mantenha uma rotina na hora de dormir, sempre no mesmo horário, seguindo uma mesma ordem de atividades e acordar sempre no mesmo horário também.
  • Desligue a televisão, o computador e outros eletrônicos (tablet, video game) uma a duas horas antes de se deitar, pois os estímulos produzidos por estes equipamentos costumam deixar as crianças ainda mais ativas.
  • Leia uma história, dê um banho quente ou faça outra atividade tranquila antes de dormir.
  • Massagear ou fazer cafuné podem ser ótimas formas de estimulação tátil que acalmam o corpo para a hora do sono.
  • Dê preferência para cobertores pesados, que ajudam na regulação sensorial.
  • Deixe o quarto com o mínimo de estímulos possível: dê preferência a uma cor suave nas paredes, deixe a decoração com poucos elementos, guarde os brinquedos, mantenha o quarto escuro ou com uma luz bem baixinha (use cortinas com bloqueio total), silencie o restante da casa.
  • Evite alimentos que contenham açúcar durante à noite (cuidado com café e achocolatados!), pois são estimulantes.
  • Sonecas durante o dia costumam atrapalhar ainda mais a rotina do sono. Evite-as.
  • Encontre atividades que a criança goste e gastem energia para serem feitas durante o dia, principalmente no período da tarde. Esportes são sempre uma boa opção!

É claro que o que funciona para uma criança nem sempre funcionará com a outra. Mas é sempre bom tentar essas estratégias e utilizar medicamentos apenas se houver indicação e orientação médica.

Por Amanda Puly

Artigos Relacionados

9 Comentários

  • Posted 26 de July de 2016

    Mara

    Ótimas dicas mas na pratica nem sempre funciona, cada caso é um caso, as crianças não são iguais dentro do espectro autista, o meu nada disso funciona . Nao sei por que as pessoas nao aceitam a medicação. A medicação nao é so pra dormir, elas atuam tbm no comportamento, social esteriotipias crise e etc..

    • Posted 26 de July de 2016
      Amanda Puly

      Amanda Puly

      Oi Mara! Concordo com você, algumas crianças realmente precisam de medicação. Não só para dormir, mas para outras questões também. Mas acredito que devemos recorrer a ela somente quando outras alternativas não deram certo. Meu filho apresentou problemas de sono desde sempre e conseguimos resolver há pouco tempo, sem medicação. Como disse, cada caso deve ser estudado em sua individualidade. Por aqui só dou dicas que podem ajudar. Um beijo! 😘

  • Posted 26 de July de 2016

    marcia kelly

    Meu filho tem tres anos e nove meses ele tem autismo e é hiperativo tambem, e já toma medicação há mais de um ano e não vejo melhora, o sono dele é muito agitado, nunca conseguimos dormir direito, ele levanta da cama, vai pro sofá ou pro chão. Ta cada dia mais difícil, as atividades durante o dia são dificis, pois não gosta de muitas coisas e quando levamos ao parque é um stress total pra todos.

    • Posted 26 de July de 2016
      Amanda Puly

      Amanda Puly

      Olá Marcia! Quando a medicação não faz efeito ou quando já fez, mas não ajuda mais, precisamos voltar ao médico que receitou. Não dá pra esperar tanto tempo, porque em algumas pessoas o remédio pode ter efeito contrário! É difícil sair com ele? Vá em horários mais tranquilos, como pela manhã. Evite shopping e lugares cheios. E tem muitas atividades que podemos fazer em casa mesmo. Um beijo! ❤

  • Posted 26 de July de 2016

    Julieta Silva

    Bom dia , minha Juju é autista em grau adiantado e cega .
    Apresenta trocas para dormir.
    Muitas vezes o dia pela noite, mas não sou remédio, tentarei tudo e só darei remédio caso ela possa sofrer com algo , se machucar…
    Controlo muito bem as atitudes de estresse dela .
    Ela tem 13 anos e é muito carinhosa e feliz!!!!
    OBRIGADA pelas dicas e um abraço

    • Posted 26 de July de 2016
      Amanda Puly

      Amanda Puly

      Olá Julieta! Se ela já tem 13 anos e você tem controlado bem todos esses anos, meus parabéns! É realmente difícil. Em muitos casos a medicação é necessária, mas em muitos outros é só uma facilidade… Um beijo e seja bem vinda! 🤗

  • Posted 7 de Agoust de 2016

    Thaisjoseane36@gmail.com

    Olá meu nome é Thais tenho um filho de 5 anos ele ainda não tem diagnóstico mas a psicopedagoga diz que é 99% que ele seja autista (Asperger) adorei as dicas

    • Posted 7 de Agoust de 2016
      Amanda Puly

      Amanda Puly

      Obrigada Thais! Seja bem vinda então! E aproveite que tem vários outros posts com dicas que podem ajudar! Um beijo 💙

  • Posted 10 de Settember de 2016

    Luciana Alencar Ruske

    Meu filho tem 14 anos , é aspeger, ele relata que “o seu cérebro não para de pensar” ,dorme tarde apesar de toda rotina que tentamos colocar….vamos levá-lo para acertar medicação…..imagino o quanto deve ser cansativo pra ele, sua mente não para, às vezes ele vem três, quatro horas da madrugada para nossa camma, por quê não conseguiu dormir….ele fica super irritado e não consegue nem ir pra escola! Vou tentar a leitura pra ele, mas eu lendo…. sempre colocamos também uma música suave, ajuda as vezes!

Responder