10 coisas que mães e pais especiais precisam saber

1. Você não está sozinho! Mesmo que seu filho tenha uma síndrome rara, mesmo que você jamais tenha visto outra criança com os mesmos sintomas, há pessoas com desafios semelhantes. Exitem redes de apoio, pessoas dispostas a compartilhar o que sabem e possíveis amizades que podem surgir dentro dessas redes. Você só precisa estar presente e pedir ajuda.

2. Você também precisa de ajuda! Como indivíduo ou como casal, você também merece cuidados. Sua rotina mudou, você dedica a maior parte do seu tempo a cuidar e servir. Ter um tempo para si mesmo é um direito. Você precisa estar tranquilo, gerir seu estresse, desenvolver resiliência em seu casamento. Qualquer coisa que o faça sentir-se especial e cuidado vale a pena.

3. A perfeição não existe! Você vai fazer sempre o melhor que pode, tudo que estiver ao seu alcance, mas nem sempre será o suficiente. E tudo bem, porque você sabe que fez o seu melhor!

4. Você precisará de uma dose extra de paciência! Educar não é fácil. Ensinar não é fácil. No seu caso, será sempre exigido um pouquinho mais, então esteja preparado.

5. Você é um super herói! Um herói oculto, eu sei. Herói de um mundo bem menorzinho, bem particular. Você tem desafios diários que os outros pais nem imaginam, que considerariam impossíveis de superar. Incrível, não acha?

6. Você é um atleta! Ninguém lhe dará um troféu ou uma medalha, mas seus dias serão como uma maratona. Sempre haverá muitas tarefas além das programadas. Um encaixe para uma terapia, uma crise inesperada, uma evolução mínima, mas surpreendente. E os outros se perguntando “Como será que ele consegue?”.

7. Nem sempre você tomará a decisão certa! Às vezes você não terá a resposta, terá de decidir pela intuição. Mas lembra da imperfeição? Você só precisa aprender a se perdoar para superar e se recuperar rapidamente.

8. Comparações podem ser devastadoras. Fuja delas! Seu filho é único. Comemore todas as evoluções, mesmo quando pequenas. Todas as crianças são diferentes, sejam elas típicas ou com desafios extras, cada uma tem seu tempo.

9. Seu instinto deve ser ouvido! Confie nele. Se você ficou com um pé atrás com algo que ouviu, escute sua voz interior e busque outras opiniões. Médicos, professores e terapeutas são ótimos recursos, mas o especialista em seu filho é você!

10.Mantenha-se positivo! Alguns dias serão realmente difíceis, mas encará-los com positividade faz os problemas ficarem mais leves. Exercite isso todos os dias!

Por Amanda Puly

Artigos Relacionados

2 Comentários

  • Posted 8 de July de 2016

    Nome : Letícia Benjamin

    Olá! Queria seguir vc! mas não tô conseguindo, vamos nos comunicar sempre!

    • Posted 8 de July de 2016
      Amanda Puly

      Amanda Puly

      Seguir pelo WordPress?
      Dá pra seguir pelo face: facebook.com/clubematerno.net 😉
      Beijos

Responder