Por que crescem tanto os casos de autismo?

Por que cresce cada vez mais o número de diagnósticos de autismo?

São muitos as pesquisas que tentam quantificar o número de pessoas com autismo. Em 2002, a proporção era de 1 pessoa com autismo para cada 150. Em 2012, os dados apontavam 1 em cada 68. Hoje a proporção é de 1 caso para cada 51 pessoas (dados da CDC – Centers for Disease Control and Prevention). A OMS (Organização Mundial da Saúde) aponta que nos Estados Unidos, 1 em cada 50 crianças tem autismo.

Mas a que se deve este aumento tão significativo no número de casos?

Em primeiro lugar, o número de diagnósticos cresceu por causa da propagação das informações e, consequentemente, temos mais profissionais preparados e buscando qualificação. Então, proporcionalmente crescem os diagnósticos precoces. Além disso, os pais estão mais atentos às características que podem levar ao diagnóstico de seus filho. Muitos deles se identificam com os sintomas e buscam também um possível diagnóstico tardio para si mesmos.

Outra explicação, que ainda está em estudo, refere-se ao aumento da exposição das gestantes a substâncias tóxicas, como medicamentos, agrotóxicos dos alimentos e até a poluição, que interferem na formação do feto.

Por último, temos o fator genético, que é o principal causador do autismo, embora ainda não se conheçam os genes responsáveis. Os genes do autismo ainda vêm sendo herdados dos pais, dos avós, ou gerações acima, mesmo que estes não tenham qualquer diagnóstico, talvez apenas traços. Há também relação com os genes de outros problemas neurocomportamentais como TDAH, depressão, hiperatividade, dentre outros.

O fato é que o número de indivíduos dentro do espectro vem crescendo mais e mais. É um assunto que precisará ser pesquisado por muito tempo, já que a maior parte dos estudos é inconclusiva.

Por Amanda Puly

Artigos Relacionados

2 Comentários

  • Posted 20 de May de 2016

    Samia

    Tenho Uma neta que é altista, ela tem dois anos e seis meses. Gostaria de saber como lidar um ela? Onde devo mim escrever p aprender? Estou perdida sem saber o que fazer.

    • Posted 20 de May de 2016
      Amanda Puly

      Amanda Puly

      Oi Samia! Vocês devem ter recebido o diagnóstico agora, imagino. O médico que fez o diagnóstico não fez nenhuma indicação de tratamento? Os tratamentos são muito específicos para cada criança, geralmente direcionados às áreas onde ela tem maior dificuldade. Quem vai te dizer issi é o médico que a acompanha. Cada autista é único, com habilidades e dificuldades diferentes. Mas aqui no site eu tenho colocado dicas para diversas áreas, inclusive ideias de como a família pode ajudar em casa. Te convido a conhecer o site, dar uma olhada nas publicações! Com certeza você aprenderá muitas coisas! Um beijo

Responder