Pais à beira de um ataque de nervos!

Respire!

Quando o desgaste físico ou emocional tomar conta.

Após um dia de trabalho muito cansativo ou muito estressante.

Quando a casa estiver de cabeça para baixo.

Quando outra pessoa lhe tirar do seu eixo.

Quando a carga parecer muito pesada. Uma enfermidade, um trauma, uma perda difícil de aceitar.

Primeiro respire!

 

Não permita que um estado emocional alterado te leve a perder a paciência com seu filho. Algumas atitudes podem nos render um amargo arrependimento.

Um suco derramado, uma tarefa de casa difícil, uma recusa para comer… São só situações com as quais pais do mundo inteiro lidam todos os dias. Mas podem ser a gota d’água para os que estão à beira de um ataque de nervos. A forma de reagir a essas situações faz toda a diferença na relação entre pais e filhos.

Somente após parar um pouco e respirar fundo é possível analisar um comportamento (que muitas vezes pode ser apenas uma forma de implorar atenção) inadequado e tomar a atitude mais coerente, com amor. Nada de gritos nem safanões. Nada de raiva ou humilhações.

O resultado disso? Com certeza um coração muito mais tranquilo, em paz!

Apenas pare um pouco para respirar. É o melhor conselho que hoje posso dar.

Por Paula Puly

Artigos Relacionados

2 Comentários

  • Posted 22 de March de 2016
    Avatar

    mara

    oi boa noite meu filho tem autismo e esta agora numa fase que tudo é motivo pra birra, cheguei ate gritar mais alto que ele pra que ele possa saber quem manda, meu marido desaprovou, mas deu efeito, o pior é me chamar atençao na frente da criança, complicado sem sabedoria..

  • Posted 22 de March de 2016
    Avatar

    Michelle

    É verdade! Independentemente das condições físicas e emocionais das crianças nós, pais, quem temos que tomar conta da situação de forma serena, por mais difícil que possa ser em alguns dias…. Muito bom o texto!

Responder