Lição de respeito

Por Paula Puly
image

Não me compare!

Posso ter lutado muito para nascer
Ou ter nascido de forma tranquila.

Posso ter balbuciado pela primeira vez aos 6 meses ou aos 6 anos. Posso até mesmo nunca ter conseguido falar.

Posso ter rodas substituindo as pernas
Ou uma bengala fazendo a função dos olhos.

Posso me comunicar por sinais
Ou posso nem querer me comunicar. Posso querer dizer algo e não saber como. Posso dizer coisas que não quero, às vezes.

Posso aprender a ler aos dois anos
Ou aos setenta e dois.

Posso ser muito agitado e desatencioso
Ou posso nem conseguir mexer meu corpo.

Posso ficar em casa, frequentar a escola ou passar meus dias em um hospital.

Posso ser muito pesado pra minha idade, ou magrinho. Posso ser muito alto ou baixinho.

Posso ser branco, negro, amarelo, laranja, azul ou cor de rosa.

Posso ser muito extrovertido
Ou extremamente tímido.

Posso ser católico, evangélico, induísta, budista, espírita ou de qualquer outra religião.
Talvez eu não tenha religião nenhuma.

Posso estar em uma família de dez ou de duas pessoas.

Posso ter problemas em casa.
Posso ter problemas comigo mesmo.
Procure me entender se quiser.
Mas não me julgue. Não me exclua. Não me compare. Não precisa ter pena de mim.
Apenas me respeite.

Artigos Relacionados

Responder