Manual da infância

O lado bom da infância não é

Ser o melhor da turma
Nem ter o brinquedo mais caro
Nem ter a maior TV de todas.

Bom mesmo, quando se é criança,
É ter uma família amorosa
Um lar tranquilo
E amigos pra brincar

imageCriança não precisa ter mil compromissos
Aula particular,  esportes, línguas,  instrumentos musicais…
Até que é legal aprender algo quando a cabeça ainda está fresquinha… mas com calma, sem tirar o tempo de brincar.

Na infância,  legal de verdade é ter daquelas experiências boas que a gente leva pra sempre…
Tomar banho de chuva, comer fruta do pé, andar descalço na grama, correr pela areia da praia…
Infância é tempo de ouvir histórias, aprender brincadeiras novas, criar seus próprios brinquedos.

Aprender a contemplar, conhecer texturas, descobrir novos sabores e odores, ouvir mais e melhor…

Menos jogos eletrônicos e mais brincadeiras ao ar livre
Menos silêncio e mais gargalhadas
Menos maquiagem e mais molecagem

Abraçar a boneca preferida, ou sujar o carrinho de tanto brincar

Correr, pular corda, jogar bola
Esconde-esconde, amarelinha, bolhas de  sabão.

Bom mesmo, quando se é criança
É conseguir ser apenas… criança.

Por Paula Puly

Artigos Relacionados

1 Comentário

  • Posted 6 de Outober de 2015
    Avatar

    esteralbertini

    Republicou isso em Em busca de mim mesmoe comentado:
    Isso é independente de qualquer ideologia estapafúrdia de gêneros. Criança é criança em qualquer lugar do mundo, e, em qualquer época. Há anos que eu estou tentando combater esse mi-mi-mi machista, e, patriarcal de separação de gêneros por cores! Só para vocês terem uma idéia, até o século XIX, a criança era considerada uma miniatura dos adultos. Mas foi em meados do século XIX, que começou a valorizar a infância, com brinquedos educativos, para a criança. Então, vamos parar com essa frescura, de separar gêneros por cores, e impor papéis sociais, no formato de brincadeiras, porque ninguém TEM QUE NADA! Cada um têm o seu livre arbítrio. E SOMOS TODOS UM!

Responder