Maternidade: sim, você pode!

Você pode escolher o tipo de parto, não querer saber o sexo, definir o nome na última hora.

Você pode amamentar ou não em público, pegar muito seu filho no colo (ele não ficará viciado).

Você pode negar-se de receber uma visita ao seu bebê, ou deixar de oferecer lanches às que receber. Pode também pedir para que higienizem as mãos antes de tocar em seu recém nascido.

Você pode se arrumar pra passar o dia em casa com seu filho ou simplesmente ficar de pijama.

Você pode pedir ajuda ou ir fazendo tudo aos poucos, do seu jeitinho.

Você pode vestir seu filho ou filha com a cor de roupa que quiser.

Você pode reutilizar as coisinhas de bebê do seu primeiro filho, do seu sobrinho ou comprar tudo novo, se preferir.

Você pode dar banho de balde ou de banheira, sozinha ou com ajuda de alguém.

Você pode deixar de fazer as unhas ou de usar maquiagem pelo tempo que quiser.

Você pode continuar a trabalhar quando acabar a sua licença. Pode diminuir o tempo de trabalho, pode ser mãe e dona de casa.

Você pode registrar cada vez que amamentar seu filho para ter controle ou pode não controlar, se não sentir necessidade.

Você pode trocar o nome dos filhos de vez em quando.

Você pode perguntar à sua mãe o que fazer ou buscar informações na internet.

Você pode perguntar tudo o que quiser ao obstetra ou pediatra. Nenhuma dúvida deve ficar na sua cabeça por parecer “boba”.

clubematerno

Você pode amamentar exclusivamente no peito até os 6 meses. Não precisa dar água, nem chazinho.

Você pode dizer
que está difícil. Pode não saber o que fazer às vezes. Pode sentir-se insegura.

Você só não pode deixar que tantas opiniões e palpites diferentes confundam sua cabeça. Ou que julgamentos maldosos te façam sentir-se diminuída como mãe. Ah, também não pode esquecer de usar filtro solar. 😉

Por Paula Puly

Artigos Relacionados

Quando os filhos voam…

Quando os filhos voam…

Eu queria ter uma máquina do tempo para voltar na época em que meu primeiro filho era pequeno. Na verdade não sei explicar como ele pôde crescer tão rápido… Mas queria poder desfrutar de suas mãozinhas gordinhas novamente, vê-lo amar tomar...

2 Comentários

  • Posted 8 de Outober de 2015

    lauracarvalho1967

    Adorei o post! Sobretudo porque ele é não tiraniza a mãe e diz no fundo para ela confiar em si mesma e usar sua própria intuição! Claro que a intuição também requer leituras e pesquisas para ser mais fundamentada… mas sobretudo é um recado para que as mães confiem em si mesmas!

    • Posted 8 de Outober de 2015
      Clube Materno

      Clube Materno

      Obrigada, Laura! Que bom que gostou! Seja sempre bem vinda! Beijos

Responder