Quando nasce o segundo filho

Por Amanda Puly

Ao sair da maternidade com o primeiro filho, somos pais em constante adaptação e aprendizado. Tudo é novo e diferente. Ficamos sobrecarregados de tantas dicas e conselhos, cheios de dúvidas, confiando na intuição e aprendendo com os erros.

2015-09-24_18.25.53Mas aí vem o segundo… Não que a prática leve à perfeição, mas é muito mais fácil. Já sabemos o que é necessário comprar e o que é supérfluo, aprendemos a ignorar palpites furados, estamos mais seguros. Sabe aquela lista de coisas que você diz “teria feito diferente”? Taí a oportunidade! Repetir os acertos e fazer de outra forma o que não deu tão certo.

Quando meu segundo filho nasceu, o mais velho tinha 5 anos. Vivenciamos a fase dos ciúmes, e descobrimos que ela é passageira. A cada dia que passa o amor e carinho entre irmãos cresce mais.

Constatações:

  • O primeiro filho nos faz pensar que jamais amaremos tanto outra criatura. Mas quando chega o segundo, o amor multiplica.
  • Você achava que sua casa ficava bagunçada com uma criança? Acrescentar um bebê a fará perder as esperanças de vê-la em ordem novamente.
  • Se você fazia 10 coisas ao mesmo tempo, vai se surpreender com a capacidade de fazer 11, só que com um bebê em um dos braços.
  • Sabe a rotina de acordar, comer, dormir, etc. que você finalmente conseguiu organizar? Foi-se pelo ralo!

Sensação de que a vida nunca mais voltará aos eixos? Passa. E passa rápido! Logo a rotina se acerta, as crianças vão crescendo… E aí vem a pergunta: será que é hora de pensar no terceiro?

Artigos Relacionados

Quando os filhos voam…

Quando os filhos voam…

Eu queria ter uma máquina do tempo para voltar na época em que meu primeiro filho era pequeno. Na verdade não sei explicar como ele pôde crescer tão rápido… Mas queria poder desfrutar de suas mãozinhas gordinhas novamente, vê-lo amar tomar...

Responder