Chegada do segundo filho: ciúmes de irmão

Por Amanda Puly

2015-09-10_23.07.00Com a chegada do segundo filho, sentir ciúmes do irmãozinho é muito comum. E natural! Afinal, a mãe sabe que amará os dois filhos da mesma forma, mas a criança pode sentir-se insegura e desprotegida.

Para chamar atenção dos pais ou avós, algumas crianças se excluem, fazem birras, regridem no comportamento (como voltar a usar fraldas ou chupeta). É necessário manter a calma e a paciência, pois trata-se de uma fase que pode ser muito benéfica para o desenvolvimento e amadurecimento da criança.

Algumas atitudes podem prevenir e amenizar os ciúmes entre irmãos:

  • Desde a descoberta da gestação, o irmão mais velho deve participar e acompanhar o desenvolvimento do bebê e fazer parte desta espera. Ele pode ajudar a escolher o nome, a cor do quartinho ou algumas peças do enxoval, por exemplo. Ela não pode sentir que está de fora deste momento.
  • Explique à criança que a chegada do irmão não mudará em nada seus sentimentos e seus cuidados com ela. Que o amor não divide, ele multiplica!
  • Ensine a criança como ela pode ajudar a cuidar do irmãozinho, seja passando pomada nas trocas ou ajudando na hora do banho.
  • Visitas costumas trazer presentes para o recém nascido. Avise aos mais chegados que você prefere que a lembrancinha seja para o irmão mais velho. Você também pode ter alguns presentinhos coringa em casa para quando o bebê ganhar algo e o irmão for esquecido.
  • Mostre fotos e roupinhas de quando o irmão era bebê. Conte fatos e histórias desta época para ele.
  • Procure dedicar um tempo exclusivo a ele. Podem ser quinze minutinhos, desde que você consiga dar atenção apenas a ele.
  • Converse bastante sobre as vantagens de ser o irmão mais velho: já saber andar e falar, já ir à escola, poder fazer coisas sozinho, etc.
  • Cuidado com o excesso de mimos ao bebê em frente ao irmão. Lembre-se de elogiar seus progressos e rir das suas gracinhas também. Procure mimar o bebê quando o irmãozinho não estiver por perto.

A maior dificuldade recai geralmente para as mães. Principalmente nos primeiros dias, quando o bebê exige muita atenção. Mas se os pais souberem administrar os ciúmes, esta fase passará rapidinho e o vínculo entre irmãos crescerá ainda mais forte!

Artigos Relacionados

Responder