Chegada do segundo filho: ciúmes de irmão

Por Amanda Puly

2015-09-10_23.07.00Com a chegada do segundo filho, sentir ciúmes do irmãozinho é muito comum. E natural! Afinal, a mãe sabe que amará os dois filhos da mesma forma, mas a criança pode sentir-se insegura e desprotegida.

Para chamar atenção dos pais ou avós, algumas crianças se excluem, fazem birras, regridem no comportamento (como voltar a usar fraldas ou chupeta). É necessário manter a calma e a paciência, pois trata-se de uma fase que pode ser muito benéfica para o desenvolvimento e amadurecimento da criança.

Algumas atitudes podem prevenir e amenizar os ciúmes entre irmãos:

  • Desde a descoberta da gestação, o irmão mais velho deve participar e acompanhar o desenvolvimento do bebê e fazer parte desta espera. Ele pode ajudar a escolher o nome, a cor do quartinho ou algumas peças do enxoval, por exemplo. Ela não pode sentir que está de fora deste momento.
  • Explique à criança que a chegada do irmão não mudará em nada seus sentimentos e seus cuidados com ela. Que o amor não divide, ele multiplica!
  • Ensine a criança como ela pode ajudar a cuidar do irmãozinho, seja passando pomada nas trocas ou ajudando na hora do banho.
  • Visitas costumas trazer presentes para o recém nascido. Avise aos mais chegados que você prefere que a lembrancinha seja para o irmão mais velho. Você também pode ter alguns presentinhos coringa em casa para quando o bebê ganhar algo e o irmão for esquecido.
  • Mostre fotos e roupinhas de quando o irmão era bebê. Conte fatos e histórias desta época para ele.
  • Procure dedicar um tempo exclusivo a ele. Podem ser quinze minutinhos, desde que você consiga dar atenção apenas a ele.
  • Converse bastante sobre as vantagens de ser o irmão mais velho: já saber andar e falar, já ir à escola, poder fazer coisas sozinho, etc.
  • Cuidado com o excesso de mimos ao bebê em frente ao irmão. Lembre-se de elogiar seus progressos e rir das suas gracinhas também. Procure mimar o bebê quando o irmãozinho não estiver por perto.

A maior dificuldade recai geralmente para as mães. Principalmente nos primeiros dias, quando o bebê exige muita atenção. Mas se os pais souberem administrar os ciúmes, esta fase passará rapidinho e o vínculo entre irmãos crescerá ainda mais forte!

Artigos Relacionados

Quando os filhos voam…

Quando os filhos voam…

Eu queria ter uma máquina do tempo para voltar na época em que meu primeiro filho era pequeno. Na verdade não sei explicar como ele pôde crescer tão rápido… Mas queria poder desfrutar de suas mãozinhas gordinhas novamente, vê-lo amar tomar...

Responder